Buscar

Os dividendos do Banco Santander (SANB4)

Atualizado: Mai 2

Com a recente queda generalizada nos mercados acionários, diversas empresas passaram a entrar no radar dos investidores que adotam a estratégia dos dividendos, e uma delas é o Banco Santander (B3: SANB3/SANB4/SANB11).


As ações do Banco Santander não são tão comuns em carteiras focadas em dividendos, em comparação com ações de empresas como Itaú ou Banco do Brasil; contudo, em virtude da desvalorização corrente, seu dividend yield referente aos proventos pagos em 2019 passou a ser elevado (>10%).


Assim sendo, considerando as perspectivas da empresa e o atual cenário econômico, será que o atual patamar de preços coloca as ações do Santander no páreo para compor uma carteira com foco em proventos? É isto que buscamos explorar no presente artigo.


Será que as recentes quedas colocam o Santander no páreo para compor uma carteira de dividendos?
Introdução

O Banco Santander é um dos grandes bancos consolidados do Brasil. Sendo o único de origem estrangeira, o banco prosperou através de uma assertiva estratégia de fusões e aquisições, sendo destaque a aquisição das operações do Banco Real.


De lá para cá, a performance do banco foi invejável. Considerando o período de 2010 até 2019, o lucro líquido do banco apresentou CAGR de ~15%. Naturalmente, as ações do Banco apresentaram excelente performance no período.


Performance das ações PN do Santander. Fonte: TradingView

Nos últimos anos, contudo, tendo em vista a valorização das ações, o dividend yield foi reduzido, ficando abaixo do dividend yield de pares do setor.


Comparação entre yields de bancos. Fonte: Oceans14 (Elaborado por Sharb Investimentos)

Assim sendo, passemos à análise quantitativa para entender a eventual atratividade das ações SANB4 para a estratégia de dividendos, dado atual patamar depreciado de preços.


Método dos Dividendos Descontados

Para avaliar as ações SANB4 sob a ótica da estratégia de dividendos, recorreremos novamente à metodologia do Fluxo de Dividendos Descontados. Caso queira entender a metodologia e a formulação, sugerimos a leitura do artigo tratando dos Dividendos da Itaúsa (ITSA4).


Neste estudo, consideraremos a cotação base de R$14,40, que vigora no fechamento de 30/03/2020.


Como toda avaliação de ativos, se faz necessária a adoção de premissas, e dado o atual cenário de incerteza econômica, entendemos que faz sentido adoção de premissas conservadoras. Assim sendo, o presente estudo considerou as seguintes premissas operacionais:


  1. Payout de 30% em 2020, 40% em 2021 e 50% a partir de 2022. Na maturidade, 70%;

  2. Zero crescimento no LPA em 2020, 5% a.a. a partir de 2021 e 3% a.a na perpetuidade;

Como toda avaliação de ativos, se faz necessária a adoção de premissas, e dado o atual cenário de incerteza econômica, entendemos que faz sentido adoção de premissas conservadoras. Assim sendo, o presente estudo considerou as seguintes premissas operacionais:


Premissas operacionais do estudo.

Para a modelagem do Método dos Dividendos Descontados, os seguintes parâmetros foram considerados:


Parâmetros de modelagem da taxa de desconto.

Entendemos que o atual cenário de incerteza justifica um prêmio pelo risco ligeiramente acima da média para alocações em bolsa.


Assim sendo, computamos a taxa de desconto como 9,70%.


Vamos aos resultados.

Evolução do Dividend Yield
Projeção DY On Cost SANB4 - Cotação base R$14,40

Considerando as premissas citadas, o DY para 2020 estaria na casa dos 4,00%, evoluindo para a casa de 8,00% num cenário de maior estabilidade e ultrapassando os 10,00% na maturidade. Em nossa interpretação, tal curva de evolução não satisfaz o critério de alocação para a estratégia de dividendos - reforçamos que esta é uma opinião pessoal e não representa recomendação sobre o ativo.


Naturalmente, o relaxamento das premissas resultaria num resultado melhor, porém entendemos que considerando premissas conservadoras estamos elevando a margem de segurança, e entendemos que essa é a abordagem que mais gera valor no longo prazo.

TIR - Taxa interna de retorno

Como sempre, gostamos de observar o comportamento da TIR do investimento, considerando o fluxo de dividendos recebidos, a ser comparada a TMA - Taxa mínima de atratividade.


Para o presente estudo, obtivemos o seguinte resultado.


TIR projetada do investimento.

Novamente, considerando nossa opinião pessoal, entendemos que dada a complexidade do atual cenário econômico, aliada às grandes mudanças que podem surgir no setor financeiro, entendemos que uma TIR de cerca de 12% não provê margem de segurança no investimento (TIR < TMA).


Mais uma vez a máxima do "Preço importa" se faz presente. A compra no preço mínimo durante as recentes quedas elevaria a TIR para cerca de 15%, mantendo inalteradas as demais premissas.

Preço justo

O Método dos Dividendos Descontos considera que o valor justo de um ativo é igual a soma dos dividendos pagos, trazidos a valor presente por uma taxa de desconto apropriada.


Neste contexto, considerando as premissas apresentadas, obtivemos o seguinte resultado.

Valor justo conforme método dos dividendos descontados

Tal valor representa um upside de 32% nas ações SANB4, o que na nossa visão corrobora com ausência de margem de segurança no atual patamar de preços.


Novamente, considerando a mínima 52s, o upside seria de ~60%, o que eleva consideravelmente a margem de segurança do investimento.


Conclusão

Não há dúvidas de que, do ponto de vista operacional, o Banco Santander é excelente e lucrativo. Contudo, a estratégia de dividendos requer a combinação de lucratividade e atratividade do preço, e entendemos que no atual patamar de preços, pares como Banco do Brasil ou Itaú são opções possivelmente mais atrativas.

Contudo, ressaltamos novamente que tais conclusões são frutos de opiniões pessoais, baseadas em nossa leitura do atual cenário econômico do Brasil. A opinião de outros investidores (e do Mercado de modo geral) pode diferir consideravelmente e de maneira alguma temos intenção de considerar nossa opinião como a correta.


Os investidores devem avaliar com suas próprias premissas a atratividade do investimento em qualquer tipo de ativo.


DISCLAIMER

Este artigo não tem por objetivo, de maneira alguma, efetuar recomendação de compra ou venda do ativo. Tal recomendação deve ser efetuada por profissional credenciado, conforme perfil do investidor. A eventual tomada de decisão de investimento é de responsabilidade do investidor e seus assessores.

Este artigo visa apenas ilustrar uma visão conceitual/educacional sobre a empresa, seu mercado e suas eventuais perspectivas de negócio.

Fique a vontade para compartilhar nosso site e artigos! Não deixe de nos seguir nas redes sociais! @sharbinvestimentos


Abraços, até a próxima, e bons investimentos a todos!



480 visualizações

Renda Variável | Ações

ASSINE E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES!

Sharb Investimentos  2020 - Todos os direitos reservados.